Entre curriculum e epitáfio

Há dois meses atrás, meu tio que lutava bravamente contra um câncer no cérebro durante um ano, falecia.

Em seu enterro, como em todos os outros, começei a observar os túmulos no cemitério e naquele momento, o Senhor pode me ajudar a refletir sobre algumas coisas da vida humana.

Passando e lendo algumas placas “in memorian”, deparei-me com símbolos de times de futebol, com frases do tipo “O Palmeirense”, “Eterno Corinthiano”, etc. Nesta hora, com um olhar introspectivo, pensei: Como serei chamado quando não estiver vivendo neste mundo? O que se lembrarão de mim?

O Sábio escreveu: “Tudo sucede igualmente a todos; o mesmo sucede ao justo e ao ímpio, ao bom e ao puro, como ao impuro; assim ao que sacrifica como ao que não sacrifica; assim ao bom como ao pecador; ao que jura como ao que teme o juramento. Este é o mal que há entre tudo quanto se faz debaixo do sol; a todos sucede o mesmo; e que também o coração dos filhos dos homens está cheio de maldade, e que há desvarios no seu coração enquanto vivem, e depois se vão aos mortos.” (Eclesiastes 9:1-2)

Todos temos a ciência da morte e que ela um dia chegará para nós. Viver, aparentemente é igual para aqueles que estão “debaixo do sol”, pois comem, sentem dores, dormem, descansam, trabalham, alegram-se, choram, brincam. Porém, a diferença no morrer, está na trajetória que estabelecemos para a caminhada, o nosso curriculum vitae

No mesmo capítulo do livro de Eclesiastes, o autor nos relata que maior do que pensar na morte, é pensar no que construiremos em vida: “Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.” (Ec. 9:10)

É através de relacionamentos que poderemos estabelecer uma construção no decorrer da história. Porém, na era da globalização, orkut, paparazzi e do reality show, há uma inversão de valores, enfatizando-se muito mais o interesse próprio e a fama, e esquecendo-se que, mais importante de ser conhecido por aquilo que faço, é ser lembrado pelo que sou.

Buscarei deixar amizades verdadeiras, sorissos nos rostos, amor e consolo nos momentos turbulentos da vida. Lutarei para me alegrar com os que estão alegres e chorar com os que choram.  Viverei para deixar mais do que tristeza, deixar saudade. Trabalharei a favor de ser a diferença e não esperar tê-la. “Sal da terra” e “Luz do mundo” deve ser meu lema.

Qual será o epitáfio que estará gravado nos corações das pessoas que me conheceram? Para essa resposta entro no barco, começo a remar, enfrento tempestades, redemoinhos, pedras e obstáculos, escolho caminhos, vou navegando até o fim e, mesmo ferido e cansado pela longa viagem, quero recitar o que Paulo proferiu em II Timóteo 4:7: “Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé.”

Entre curriculum e epitáfio está uma trilha……

Anúncios

5 comentários sobre “Entre curriculum e epitáfio

  1. Fernando

    Pô cara legal seu texto!

    Esta pergunta todo mundo se faz! Como as pessoas irão te ver após sua morte? De uma forma ou outra até depois de morto nós nos preocupamos com nossa imagem!

    abs

    Fernando

  2. Poxa vida amigo, que reflexão bonita!
    O nosso legado: o que vamos deixar nesta terra? Sei que nada pode ser mais relevante e valoroso, que o nosso testemunho, a nossa vida que de forma mediocre tenta ser como a do nosso maior exemplo, Jesus Cristo.
    Boa semana. 🙂

  3. Talita Silva

    Muito interessante essa reflexão e muito profunda, pois se trata de um grande conflito interior, entre o eu e o eu mesmo. Interessante optica pela qual vê esse assunto, pois são pontos cruciais na vida do ser humano…necessitamos de um curriculo e desejamos um epitáfio! Ficamos entre o quer e o poder devido a nossa própria limitação… Sonho com o dia que eu mesma poderei dizer, ao invés de ouvir alguém dizendo sobre mim “combati o bom combati, completei a carreira, e guardei a fé”. Chegar ao fim e poder dizer essa frase, ao meu ver, é o que realmente demonstra quem nós fomos, somos e seremos na eternidade!!!

    Parabéns Sr. Uno sempre muito bom, os seus textos!!!
    No Amor de Cristo
    Tha Silva

  4. Pingback: Post mais comentados de 2007 « Caminhada & Missão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s