Memorial da Esperança

 Esperança, in 1000 imagens.com

Por Marcio Uno

Texto dedicado a Cynthia Lima

Em estado de choque. Não sei como compreender a maldade humana e não posso negar sua existência, pois sei que em algum lugar ela está. Escondida dentro de minh’alma ou contida noutro ser, aguarda o momento para se tornar visível, ser revelada no mundo que a cerca. Estou afetado. Sou seu agente e sua vítima.

Passo da ingenuidade pueril. Não tenho mais fundamentos para crer que existem imunidades para os infortúnios e as tragédias da vida, estamos no meio de um jogo de tiroteios, dum bang bang. Faço a leitura diante da experiência cotidiana o que a previsibilidade não detecta, nem aponta alguma segurança.

O antídoto da oração, dos carros blindados, da proteção divina ou dos muros fortificados não resultará numa caminhada intocável. Tentei transferir a culpar para o doador da liberdade, foi em vão. A responsabilidade está naquele que escolheu em abrir a caixa de pandora, em como se utiliza esse presente. Jardim do Éden é meu perseguidor diário.

Por ora, penso que alguém jogou crianças dentro de um enorme globo e que contempla de longe as criaturas orfãs e abandonadas: nasce um sentimento de injustiça. Parece que deram corda no relógio da vida e não conseguem parar seus ponteiros, que estamos lançados a própria sorte esperando que o bem encarne como o mito da fênix, diante das cinzas.

Para além, recordo dum Rei que abandonou seu trono, seu poder e suas vestes imperiais para viver as mesmas contingências desse mundo que enfrentamos. Lembro dos exemplos encarnados que foram entregues à morte por serem advogados da bondade. Guardo no meu coração pessoas próximas que deixaram a realidade terrena, mas suas existências revelaram virtudes, motivação para minha história.

Sei que são meras palavras de efeito, simplórias. Estou ciente que não existem expressões que alcance qualquer dor, mas ainda assim me solidarizo. Então, resta-me proclamar esperança: O Pai é um Deus de Amor, quer caminhar juntamente conosco (Emanuel) em qualquer situação. Está presente nos corações e dá força a todo filho Teu.

Assim como fazem os humanos, Ele é o primeiro a questionar os atos inexplicáveis da vida. Seu intuito não está em resolver as difíceis questões que formulamos, mas ensinar seus filhos a serem respostas vivas diante do mal. Para que haja a inspiração naquilo que é belo, é necessário expirar a maldade. Para que se tenha dependência e confiança nEle, é necessário a instabilidade.

Amiga, quero te dedicar estas sentenças tão confusas, tão cheia de indagações e sem alguma definição. Minha resposta é o silêncio. Não compreendo o porquê do céu nebuloso, porém creio que neste mesmo ainda nascem estrelas e, você faz parte dessa família radiante. Precisamos de seu brilho, do seu sorriso, de seu afeto, da sua presença. Na insegurança, nasce a esperança.

Anúncios

2 comentários sobre “Memorial da Esperança

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s