Honra de Sonhador

sb10064105ae-001

Nesta manhã, recebo um lindo poema em minhas mãos. É o reflexo das conversas cotidianas que tenho com minha amiga de trabalho. Falamos sobre esperanças, utopias, sonhos e fantasias. Falamos que a vida é uma luta, uma caminhada dura.
Compartilho suas palavras que me encanta, me fortalece e me faz respirar para viver.

Honra de Sonhador – Malu Rizardi

Quem
ainda consegue,
tem obrigação
de sonhar!

Esse dever
não é grato
nem ingrato,
somente necessário!

A vida
solicita,
o mundo
suplica!

Sonhadores!,
tomem os seus postos,
estejam dispostos
a enfrentarem
a mais árdua luta
de lutarem pela vida
em um mundo
carente de sonhos!

Não tenham vergonha,
pois essa tarefa é medonha,
mas só quem tem medo
da própria sombra
não luta com honra…

Anúncios

7 comentários sobre “Honra de Sonhador

  1. Que palavras fantásticas!
    É uma tarefa árdua demais quando queremos levar isso para os lugares mais escuros.
    Um dia me disseram que meus pensamentos não passavam de utopias… No mesmo momento revidei e não aceitei, mas as vezes, naqueles momentos em que seu lado fica exposto, quando você está sozinho no quarto, se perguntando se vale a pena continuar, as vezes me pergunto se esta pessoa não tinha razão…. será que não somos todos “utópicos’?
    Mas lá no silêncio enquanto me recomponho, lembro da Palavra do Senhor, e do poder que ela tem, e de sua tamanha justiça, além de tudo aquilo que ele nos dá.
    O mundo precisa de pessoas como sua amiga, e precisa de pessoas como você.
    Bjs

  2. Loani

    Li esse texto através da Katia. Achei muito bonito e profundo, porém descordo da última parte, por causa da palavra Honra. Acho que não foi bem colocada, pois medo é um sentimento comum e necessário para o ser humano, a diferença é se dominamos o medo ou ele nos domina. Podemos lutar com honra tendo medo, só não podemos deixar de lutar.
    Um verdadeiro sonhador é aquele que conhece os pesadelos e conhecer um pesadelo, da medo, enfrentar um pesadelo é um honra!

    gostei do texto, só mudaria a palavra honra!

    Abraço

  3. Thaís

    Lindo…
    acho que nada deve ser mudado, afinal, é poesia.
    Quanto ao final senti que este medo não é o medo comum e quem sabe aquele medo saudável, ao dizer “mas só quem tem medo da própria sombra” acredito que esteja se referindo ao medo que nos imobiliza, ai sim, em um mundo completamente “carente de sonhos” deixar este medo sobrepujar pode representar uma desonra, no mais, nossas fraquesas, vergonhas e inseguranças quanto a perseverar ou não pelos sonhos é completamente natural.
    Obrigado por postar a poesia de sua amiga querido, são tantas coisas reais e práticas que temos de tratar diariamente, que tantas vezes passamos muito tempo sem considerar este fator preponderante (ou que deveria ser) em nossas vidas: os sonhos.

    Beijos!!!

  4. Pingback: Lançamento do livro “Nunca é por tudo” « Caminhada & Missão

  5. Pingback: Em Comemoração aos 5 anos do Caminhada & Missão… « Caminhada & Missão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s