Memorial à Mitiko Uno 1921-2010

Por Marcio Uno

O triste e amargo momento de luto traz recordações lindas e doces. É a característica paradoxal da morte.

Há cinco anos, escrevi sobre meu avô em “Lembranças de Taro Uno 1917-2007”. Agora, venho dedicar um memorial a sua companheira, Mitiko Uno.

Como dito em texto anterior, minha avó nasceu no Japão e veio ao Brasil no período das imigrações. Casou-se com Taro Uno cujo matrimônio durou mais de 60 anos, instalando-se em São Paulo. E na madrugada do dia 27/11/2010, após apresentar a saúde debilitada, faleceu aos 89 anos.

As fotografias e reminiscências revelam a nostalgia dos 7 filhos, 6 netos, 1 bisneta e parentes afins.

Guardo na memória os momentos de infância quando, já idosa, minha avó pegava o ônibus e visitava-nos. Em um desses encontros vespertinos, escutou-me com atenção e, com incentivo, consegui – após várias tentativas – apresentá-la uma canção religiosa que tinha aprendido para a missa de primeira comunhão.

Relembro-me das diversas vezes que depois de visitá-la, olhava para o alto e a avistava acenando-me, enfaticamente, um adeus na janela do 14º andar. Também, quando das poucas oportunidades que repousei em sua casa e acordei às 06 da manhã, que me olhou com singeleza e carinho dizendo para voltar a descansar.

Assim como meu avô, ficam gravados os pedidos para que eu e Bianca orássemos antes de ir embora. Além da demonstração de fé, humildade e gratidão, revelavam dar devida importância quanto aos pequenos gestos das crianças. E aqueles maravilhosos dias que nos levava aos “Undokais”? A iniciativa, companhia, diversão, gincanas, brincadeiras e alegria eram os elementos marcantes desta confraternização.

Surpreende-me a vitalidade e fôlego pela vida que estão estampados em diversos troféus, medalhas e premiações conquistadas em virtude das participações em concursos de karaokê. E quando mesmo diante de fraturar ossos dos membros inferiores por conta de sofrer uma queda teve uma boa recuperação. Certamente, adiante as coisas não seriam iguais, mas diante da idade avançada foram muito melhores que o esperado.

Marcam-me os contatos telefônicos, geralmente uma vez por semana, no último ano de vida. As ligações, embora não tão longas, eram muito especiais tanto para ela quanto para mim. Sempre ficava muito feliz em receber as notícias de Sayuri e perguntava sobre minha vida. Eu me sentia muito realizado em deixá-la contente.

Duas semanas antes de partir, a despedida. Já não se encontrava bem nem comia direito. Aproximamo-nos da cama. Avistou-nos e teve forças para sorrir. Sorriu para Sayuri e incrivelmente divinal naqueles minutos “o pequeno lírio branco” disse duas vezes a palavra “Batian”.

Naquele começo de tarde, corri para o enterro. Fui o último a chegar e a vê-la. Já seria sepultada e lembro-me do último olhar. Olhos que visualizavam as recordações acima citadas, outras inconscientes: “Sayonara”!!!

Saudades!!! Estas que ainda podem ser atenuadas quando me vejo ao espelho, na conservação de relíquias como registros históricos do casamento que iniciou esta geração e, expressadas pela transcrição das intrínsecas experiências numa pequena folha de papel. Com satisfação, erijo um totem na alma “in memoriam” à ancestralidade.

Anúncios

Um comentário sobre “Memorial à Mitiko Uno 1921-2010

  1. Olá Uno,

    O grande Guimarães Rosa, dizia que: “As pessoas não morrem, ficam encantadas”. Não tenho a menor sombra de dúvida, que sua avó é puro encantamento. Nesses momentos só as recordações para aliviar a alma. E como dizia a Adélia Prado: “Aquilo que a memória amou fica eterno”. Como amaste sua avó e ainda se lembra de vários momentos com ela, não tenho duvida da eternidade dela em vosso coração.

    Fique na paz amigo e que Deus conforte sua alma. E nunca se esqueça, de que ela está agora num lugar infinitamente melhor do que o atual que vivemos…

    Abraços,

    Marcelo Caldas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s